A Vivaweb<> destacou pontos do guia publicado pela ThoughtWorks mais recentemente.

O Radar é um documento que define as mudanças que a ThoughtWorks considera serem atualmente relevantes no desenvolvimento de software — tendências que acham que você deve prestar atenção e considerar usar em seus projetos. Ele reflete a opinião idiossincrática de um grupo de tecnologistas experientes e é baseado em trabalho da empresa e experiências do dia-a-dia. Embora seja algo interessante, ele não deve ser tomado como uma análise profunda de mercado.

Ele é dividido em 4 setores sendo Técnicas, Ferramentas, Plataformas e Linguagens/Frameworks. Atualmente está na versão 22 em vários idiomas e pode ser acessado através do link https://www.thoughtworks.com/pt/radar

Para cada uma das quatro áreas avaliadas o radar sugere as opções Adote, Experimente, Avalie e Evite. Baseado neste radar deixaremos um resumo rápido do que nossos olhos encontraram em relação à assuntos do nosso dia a dia.

Iremos focar este artigo nas seções Adote e Experimente, principalmente, mas citaremos também alguns casos de Avalie e Evite.

O documento é muito interessante e com conteúdo extenso e por isso vale a pena uma olhada com mais calma inclusive em radares anteriores. (já deixamos os links acima)

Vamos lá ao que deixamos anotado aqui!


(A)dote e (E)xperimente Técnicas

(A) Aplicando gestão de produto a plataformas internas

Cada vez mais empresas estão construindo plataformas internas para implantar novas soluções digitais de maneira rápida e eficiente. As empresas que obtêm sucesso com essa estratégia estão aplicando gestão de produto a plataformas internas.

(A) Infraestrutura como código

Embora a infraestrutura como código seja uma técnica relativamente antiga (que destacamos no Radar em 2011), ela se tornou extremamente importante na era moderna da nuvem, em que o ato de configurar a infraestrutura se tornou a aprovação das instruções de configuração para uma plataforma em nuvem.

(A) Micro Frontends

Temos visto significativos benefícios de se introduzir microsserviços, que permitem aos times escalar a entrega de serviços mantidos e implantados independentemente.

(A) Feature toggles mais simples possíveis

Infelizmente, feature toggles são menos comuns do que gostaríamos, e muitas vezes vemos pessoas misturando seus tipos e casos de uso.

(A)dote e (E)xperimente Ferramentas

(A) Cypress

Cypress ainda é um favorito entre nossos times nos quais as pessoas desenvolvedoras gerenciam os testes de ponta-a-ponta, como parte de uma pirâmide de testes saudável, é claro.

(A) Figma

Figma demonstrou ser a ferramenta de escolha para design colaborativo, não apenas para designers, mas também para times multidisciplinares.

(E) Visual Studio Live Share

O Live Share fornece uma boa experiência de pareamento remoto de baixa latência e requer significativamente menos largura de banda do que a abordagem de força bruta ao compartilhar toda a área de trabalho.

(E) Phrase

Conforme mencionado em nossa descrição do Crowdin, agora você tem uma opção de plataformas para gerenciar a tradução de um produto para vários idiomas, em vez de enviar grandes planilhas por email.

(E)xperimente, (AV)alie e (EV)ite Plataformas

(E) Firebase

O Firebase do Google passou por uma evolução significativa desde que o mencionamos como parte de uma arquitetura sem servidor em 2016. O Firebase é uma plataforma abrangente para a criação de aplicativos móveis e web de uma maneira que é suportada pela infraestrutura escalável subjacente do Google

(E) OpenTelemetry

O projeto OpenTelemetry inclui especificação, bibliotecas, agentes e outros componentes necessários para capturar telemetria dos serviços para melhor observá-los, gerenciar e depurá-los.

(E) Anka

Anka é um conjunto de ferramentas para criar, gerenciar, distribuir, criar e testar ambientes virtuais reproduzíveis do macOS para iOS e macOS.

(AV) Apache Pulsar

Apache Pulsar é uma plataforma de mensagens/streaming pub-sub de código aberto, competindo em um espaço semelhante ao do Apache Kafka. Ele fornece as funcionalidades esperadas — como entrega de mensagens assíncronas e síncronas com baixa latência e armazenamento persistente e escalável de mensagens.

(AV) Google BigQuery ML

Anka é um conjunto de ferramentas para criar, gerenciar, distribuir, criar e testar ambientes virtuais reproduzíveis do macOS para iOS e macOS.

(EV) Uso excessivo de Node.js

As tecnologias, especialmente as extremamente populares, tendem a ser usadas excessivamente. O que estamos vendo no momento é o uso excessivo de Node.js , uma tendência a usar o Node.js indiscriminadamente ou pelos motivos errados

(A)dote, (E)xperimente e (AV)valie Linguagens e Frameworks

(A) Vue.js

Vue.js se tornou um dos frameworks JavaScript para frontend aplicados com sucesso, amados e confiáveis em nossa comunidade. Embora existam outras alternativas bem adotadas, como React.js

(E) CSS em JS

Desde que mencionamos CSS em JS como uma técnica emergente em 2017, ela se tornou muito mais popular, e é uma tendência que também vemos em nosso trabalho. Com uma sólida experiência em produção, podemos agora recomendar CSS em JS como uma técnica a ser testada.

(E) NestJS

NestJS é um framework TypeScript-first que torna o desenvolvimento de aplicações Node.js mais seguro e menos propenso a erros. O NestJS é opinativo, vem com os princípios do SOLID e uma arquitetura inspirada em Angular pronta para uso.

(AV) Tailwind CSS

As ferramentas e frameworks de CSS oferecem componentes predefinidos para resultados rápidos. Após algum tempo, no entanto, podem complicar a personalização. Tailwind CSS propõe uma abordagem interessante, fornecendo classes CSS de utilitário de nível inferior para criar blocos de construção sem estilos opinativos e visando fácil personalização.

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like